July 18, 2018

May 25, 2018

Please reload

Posts Recentes

Reiki

December 14, 2016

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

Uma vela nada perde ao acender outra vela

April 22, 2017

Essa citação de Thomas Jefferson nos remete à essência verdadeira de parceria e isso é algo que tenho percebido e vivenciado muito ultimamente: Parcerias, a Fonte Primal.

 

Num dos textos que já escrevi por aqui falei sobre parcerias e uniões, daí surge de novo o mesmo tema?  Não acredito no acaso. Se veio o tema de novo, algum motivo tem e eu honro.

A cada dia nos reinventamos (ou acredito que pelo menos deveríamos), aprendemos, compartilhamos e as parcerias fazem parte do nosso cotidiano, seja uma parceria pessoal, profissional, intelectual e por aí vai, parceria em tudo.

Uma família se constitui por pelo menos 2 pessoas, uma empresa - seja de que tamanho for - pode até começar com apenas uma pessoa mas se não forem as outras pessoas, ela não acontece, não se estabelece pois nenhum ser humano é uma ilha.

 

 

Fazemos parte do todo, precisamos do outro numa troca constante e contínua. Observamos a nós mesmos, aos outros, mudamos comportamentos, ajustamos, corrigimos erros, acertamos diálogos, estabelecemos laços, vínculos, aprendemos e assim, crescemos, evoluímos. Somos por natureza, tribais, uma natureza mais ancestral, precisamos do outro, do apoio, da troca, dos conflitos gerados por opiniões diversas, dos acertos no viver do dia-a-dia.

 

E voltamos à frase que começa esse texto: "Uma vela nada perde ao acender outra vela". Pelo que venho observando, algumas pessoas não pensam dessa maneira, acreditam que ao compartilhar seja o que for, podem perder algo. Isso é inerente ao ser humano? Somos luz e sombra, luminosos e sombrios, não somos fofos 24 horas, não somos ogros 24 horas.

A vida é essa balança, o equilíbrio, a harmonia entre polos. Temos nossas preocupações diárias, o receio de não dar conta, de ter uma mentalidade de escassez por vezes e daí precisamos dar um novo significado e buscamos mudar o padrão, a sintonia e buscar as forças mais internas, a tua âncora, a fortaleza: a mentalidade de abundância e prosperidade, até porque prosperidade não é apenas dinheiro, prosperidade de saúde, de amigos, de idéias, de vida. Ser próspero, ser abençoado.

 

Pessoas que transitam na vibração da escassez acreditam que não há muito do que possuem e que precisam agarrar o máximo que podem, protegem tudo que têm a qualquer custo (seja o que for, dinheiro, conhecimento, e por aí vai). Já as pessoas na vibração da abundância acreditam que há o suficiente para todos.

 

Há algum tempo fiz uma apresentação numa empresa que trabalhei que tinha como base um livro que chamava 'Você Faz a Diferença' (J. C. Maxwell) e nele um dos focos era sobre atitude pois ela que faz diferença, é ela que pode determinar o fracasso ou o sucesso. Atitude, diferente do que se pensa, não é tudo e sim o diferencial que pode ser positivo ou negativo.

A escolha é sua! Então, se a atitude faz a diferença, ao se associar a outra pessoa, ao se 'parcerizar', seja generoso. De uma forma ou de outra você vai receber de volta o que deu. E pode ganhar muito, mais até do que imagina.

 

Recebemos da vida o que esperamos dela. Acenda outra vela com sua própria chama, você não perde, só ganha. Eu tenho buscado acender velas e acho de verdade que tem dado certo, sigo eu otimista.

 

Pense nisso você também ! 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo

​©Dea Reis - Facilitadora Criativa - Criado por Merakí Comunica